Jovem Lukinha se joga de torre telefônica em Baixa Grande


A torre pertencente a Oi Telefonia tem 90 metros de altura, apensar de muros e grande de proteção, lukinha sempre subia fazendo aventuras, deste vez o mesmo subiu e se jogou aos 90 metros de altura.


Às 14:15 desta segunda-feira, 25 de maio de 2015, o jovem Lucas Lopes Pessoas, (Lukinha), subiu na torre da Telefonia Oi em Baixa Grande, quando ao chegar no final na torre se jogou, o jovem vinha sofrendo com uso de entorpecentes.

Lukinha tinha sido alvejado com diversos tiros em dezembro de 2014, devido a isto andava com dificuldade com ferro em uma das pernas. Uma grande multidão se aproximou do local uma ambulância para socorrer o que não deve ter encontrado com vida devido  altura de 90 metros em queda livre.

Meses atrás Lukinho subiu na mesma torre após conversa com policiais o mesmo desceu sem causar nenhum dano, desta vez muita gente viu o mesmo subindo e achou que era por aventura e com isto ao chegar ao topo da torre de 90 metros se jogou em queda livre.

Fonte: Bacia do Jacuípe

População passa por momento difícil com a seca, após declarar estado de emergência o Prefeito anuncia festas da micareta em Baixa Grande

Ignorando não somente a sua rejeição recorde, como também o crescente sentimento de revolta da população, externados nas ruas da boca do povo, o prefeito de Baixa Grande, demonstra publicamente, que ignora ou finge ignorar, as necessidades do povo e afirma que vai fazer a micarta, após decretar estado de emergência, tendo sua situação reconhecida pelo governo, anuncia festa da micareta, com custos que podem ultrapassar a realidade econômica que Baixa Grande enfrenta.

 Cercado de uma assessoria frágil e visivelmente incompetente, o Prefeito de Baixa Grande (Pedro), surfa na onda da incoerência, irresponsabilidade, deixando de atender as necessidades dos que sofrem com a estiagem, com a crise que assola o comércio, a agricultura familiar sem proteção, enfim, um gestor egocêntrico, que insiste em querer acreditar em elogios de mamadores do poder, se achando inatingível, promove "o circo", como na Roma antiga, quando uma administração é desastrosa promove festejos que o povo esquece a fome colocando a diversão em primeiro lugar.

Com pessoas necessitando de obras, de ações, possuindo uma grande população que anseia por melhorias na educação, na saúde que vive na UTI, ineficiência em diversas outras áreas, a prefeitura gastará muito dinheiro com ornamentação, mão de obra, pessoal, sonorização, elevadas despesas com hospedagens na pousada... Que receberão bandas e artistas.

Enquanto a maioria dos municípios da região, busca enxugar despesas, diminuindo inclusive as festividades, respeitando o difícil momento de crise financeira, o prefeito de Baixa Grande, município que amarga difícil situação, faz questão de propagar a realização de três dias de festa, utilizando os recursos públicos, na certeza da que nada o atingirá.

 Diante disso, cabe a pergunta: Será que as autoridades fiscalizadoras, a Câmara de Vereadores, cidadãos baixagrandense, não irão se manifestar?

Segundo a Lei, o prefeito poderá ser multado pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), além de responder por improbidade, por contratar irregularmente artistas e gastar quantias absurdas com a Festa, em pleno período de estiagem, e com o município em estado de emergência por conta dos efeitos da seca principalmente na zona rural, onde até o abastecimento de água para o consumo humano está comprometido.

 A denúncia poderá ser apresentada ao TCM pelos vereadores, partidos, entidades ou profissional de direito, representando o cidadão. Essa indignação com os gastos que poderá ser  ilegais e irrazoáveis,  pode ser  visível no seio da população de Baixa Grande caso aja, falta alguém levantar a voz, tomar a iniciativa caso venha ter qualquer valor exacerbados nas contratações de Bandas.

Certamente, os inspetores de contas do TCM, constatariam que a administração, na situação de emergência, não demonstra ter capacidade econômica para investir nos festejos e, também, atender as demandas da população que sofre com os efeitos da seca. Prova disso é o fato de ter o próprio prefeito, declarado estado de emergência e recorrer ao Governo do Estado para atender a população mais carente. Apesar da gravidade, essa atitude insana do prefeito, virou motivo de piada na cidade.

O vereador Elias Ferreira da Silva menciona o conselho tutelar como destruidor de famílias

_

Nesta quinta-feira (21/15) aconteceu mais uma sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Baixa Grande presidida por Hélio Gonçalves . O presidente abriu a sessão com a apresentação dos trabalhos como de praxe.

O vereador Elias Ferreira da Silva, fazendo uso da palavra fez duras críticas ao Conselho tutelar de Baixa Grande. O vereador menciona o conselho tutelar como destruidor de famílias e foi até mais longe o mesmo afirmou que é pai de dois filhos menores e bate mesmo e desafiou o conselho tutelar que fosse até a sua porta, será uma ameaça aos conselheiros?

  O vereador Elias há muito tempo faz da arrogância, a prepotência e a pouca imunidade que o parlamentar possui para agredir verbalmente o que e a quem ele entender. E faz questão de agir com baixo calão como causa permanente.   

É inadmissível, no momento em que os conselheiros tutelar luta para o fortalecimento da democracia, enfrentar diversas lutas na sociedade nos espaços de poder e de decisão, tolerar e conviver com esse tipo de agressão publica praticada por parlamentar merece uma moção de repudio.

Esgoto a céu aberto mostra falta de compromisso com a população

 __

 Populares que não quiseram se identificar procure o nosso site nessa última quarta-feira 20/05/2015.

 

 Residentes da Rua Adelino Pereira Suzart (Rua do Curral), cansados com a promessa da última campanha eleitoral e pelo descaso do Prefeito Pedro Lima Neto do PT. Moradores queixam-se do problema visível, do esgoto a céu aberto.

 

Em um programa da Rádio Comunitária, o Secretario de obras e Saneamento, Cristiano Pamponet, prometeu que o problema seria resolvido em quinze dias, mais já se passaram trinta dias e até agora o problema foi ignorado.

 

 visto que a data prevista para a resolução do problema foi apenas mais uma das promessas não compridas, moradores estão organizando-se para fazer protesto na BA-052.

Prefeito de Baixa Grande coloca Vereadores no Bolso

 

Mais uma vez a votação do Projeto de Lei que autoriza o Executivo a implantação de um Sistema de reciclagem do LIXO REGIONAL é adiada, ninguém sabe pra quando.

 

Mais uma vez o Prefeito de Baixa Grande, Pedro Lima Neto (PT) conseguiu dar um golpe e com isto adiar o Projeto de Lei 022/2014, o mesmo solicitou uma realização de uma audiência com Técnico da CONDER para discutir o projeto e quando tudo estava OK, foi adiado sem uma data prevista pra acontecer, o Projeto se encontra na Câmara desde 22 de agosto de 2014, o mesmo solicita do Legislativo a Autorização para Implantar o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos do Município de Baixa Grande, logo no artigo 2º diz que o Executivo ficará autorizado a implantar soluções consorciadas ou compartilhadas com municípios vizinhos ou integrantes do território de identidade Bacia do Jacuípe. Junto com o Projeto o executivo anexou um diagnóstico realizado pela CONDER e representantes da comunidade nos anos 2011 e 2012, mostrando uma área de terra próxima ao Povoado do Tabuleiro como ideal para construção de um aterro sanitário Municipal.

 

O Projeto do Executivo já foi comentado diversas vezes na câmara, os Vereadores sempre dão suas opiniões na Tribuna Livre e alguns até chegam a mudar de ideia de sessão a sessão o que deixa à população insegura do que mesmo vão decidir. Devido ao tempo e o tamanho do projeto, 2 página não acredito que há mais necessidade de estuda-lo e sim de votar pelo SIM ou pelo NÂO, há conversa de que o Prefeito assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para solucionar a situação do Resíduo Sólido de Baixa Grande até 31 de dezembro de 2016, fim do seu mandato, devido a isto vemos que o mesmo pretender “empurrar o projeto pela barriga” com  isto ganha tempo e bomba estourar na mão do próximo gestor podendo ser ele ou outro nome.

 

É interessante que os eleitores dê sua opinião aos Vereadores e exijam que dos mesmos coloque em votação o Projeto.

 

Fonte: www.baciadojacuipe.com.br 

Caixão aberto é encontrado no cemitério de Baixa Grande

Na manhã desta terça-feira, 19 de maio de 2015, foi encontrado um caixão em perfeito estado aberto no cemitério de Baixa Grande, dentro do mesmo encontrava-se pedaços de madeiras queimadas e utensílio que foram usados em algum sepultamento.

Diversos descasos são visto no cemitério de Baixa Grande, são matos, toras de madeiras, restos mortais no solo, carneiras abertas, cruzes quebradas, entulhos de construções, entre outros descasos e desrespeitos com os que já se foram do meio de nós.

Foto

Se não estão cuidado dos vivos imagine dos mortos, até quando esta administração ficará de olhos fechados para as demandas públicas?

Até o fechamento desta matéria não ficou esclarecido o destino dado ao corpo que havia sido depositado nesta urna fúnebre.

 Fonte: Bacia do Jacuipe

Filho de ex prefeito de Baixa Grande é assassinado na manhã desta segunda-feira

Hoje 18.05.2015 por volta das 03h50 da manhã na ba-052 proximidade da localidade do bar do Senhor Dionísio como é conhecido a 9.KM da cidade de Baixa Grande Ba. Segundo populares ouviu um barulho de cinco disparo de arma de fogo,e não quiseram se aproximar do local e as 4 horas os populares chegaram ao local e tinha um individuo caído no encostamento e uma moto em outro lado do encostamento com os faros aceso em seguida populares acionaram a Policia Militar que ao chegar no local reconheceu a vitima como Amado Ferreira da Silva Filho 27 anos conhecido como Amadinho. A Policia Militar enzolo a área e acionou a Policia Civil que  fotografou a área  e encontrou três cartuchos, três cápsula, e dois projetes de calibre 45, segundo o Policial Civil o jovem foi atingido no tórax por duas perfurações e uma no pescoço.Fez o levantamento cadavérico o corpo foi encaminhado para o DPT. O Bell, Almir Goes começou as investigações.
 
Fonte Policia Civil       

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Policia Militar de Baixa Grande prende o bandido conhecido como passarinho que nesse momento deve está cantando na gaiola

A Policia Militar no comando do SG. Filho e do SPM. Adaltom recebeu uma denuncia anônima que um foragido da justiça conhecido como passarinho se encontrava na feira livre vagando como se tudo fosse normal. A policia Militar fez uma varredura na feira livre e só por volta das 11:00 no sábado que conseguiram prender o passarinho.

Os o individuo foi conduzido a delegacia de policia no qual e identificado como Moacir Pereira dos Santos vulgo (passarinho).

 Segundo o Bell.Delegado Almir Góes esse individuo juntamente com os seus irmãos Juscinei Pereira dos Santos Vulgo (Coelho), Julival Pereira dos Santos Vulgo (Bodinho) E Jadilson Pereira do Santos Vulgo (Canarinho) são muito  perigoso e violentos.

 E esses meliantes vêm aterrorizando Baixa Grande e região segundo o Bell.Almir Góes .

Todos esses individuo são foragido da justiça e  responde por vários crimes: latrocínio, Furto,Roubo,Trafico de drogas,Furto qualificado, Formação de quadrilha.

Vereadora Carmen Macedo faz critica ao modelo petista de governar o país.

___

Falta investimento de verdade no esporte em Baixa Grande

_

O site www.acordabaixagrande.com.br e www.conexaobaiana.com.br fez uma conferencia na estrutura que o Prefeito está oferecendo aos atletas sub 20 para a disputa da copa da bacia do jacuipe é constatado precariedade.

Os jovens e promissores atletas de Baixa Grande correm o risco de não poderem mostrar suas potencialidades esportivos neste ano na Copa Bacia do Jacuipe por uma estrutura falida oferecida pelo poder publico municipal.

Quer enganar a quem?

Seria ele tão fluente discursivamente a ponto de enganar a si mesmo? O Prefeito é fraco e os Secretários municipais sem expressão.

 Não possui nem um diferencial administrativo, não possui uma competência que se destaque. Sua fraqueza como gestor é tão grande que ele esta se escondendo da Zona Urbana.

Seus assessores não possuem expressão junto ao povo. Se algumas secretarias fossem extintas o povo nem ficaria sabendo.

Somos provincianos. Temos um prefeito provinciano.

Sub-categorias

Informações Adicionais